Sobre Rajnath

Rajnath teve seu primeiro contato com a filosofia do Advaita Tantra por meio do livro “Eu Sou Aquilo”, do mestre Nisargadatta Maharaj. Este contato o levou a buscar no Brasil algum local que oferecesse algo além do que a literatura existente em inglês fornecia. Foi uma busca infrutífera, que lhe mostrou que era necessário ir à Índia.

Rajnath

Considerado o mais profundo livro moderno de sabedoria oriental

E então decidiu sair do Brasil para buscar aprendizado.

Ashram da Natha Sampradaya em Jalore, Rajastão - Índia

Ao chegar à Índia, descobriu que o ramo a que pertencia Nisargadatta Maharaj não possuía o conhecimento do Hatha Yoga. Por este motivo, Rajnath passou a buscar este conhecimento nos ramos ortodoxos da tradição.

Natha Sampradaya Ashram em Mundlana, Haryana - Índia

Neste período Rajnath também passou por algumas “escolas de yoga para turistas” da Índia, que só trouxeram desilusões. Eram espaços que ofereciam apenas ensinamentos New Age destinados a ocidentais deslumbrados com os modismos orientais. Isto apenas fortaleceu sua decisão de buscar intensamente o conhecimento entre os sadhus, os monges renunciantes.

Naagan Wala Mandir Kahnuwan, Punjab

Com os sadhus das tradições (sampradayas) tântricas da Índia Rajnath encontrou o que buscava. Iniciou seus estudos na Natha Sampradaya em um dos 12 ramos ortodoxos e assim tornou-se um sadhu, um monge renunciante.

Com nathas em Rishikesh

Sua formação como sadhu ocorreu em dois ashrams. O mais importante foi o Ashram-Base (sthana) em Jammu, capital do estado de Kashemir, mais precisamente no bairro Peer Ko.

Ashram da Natha Sampradaya em Haryana - Índia

Outro ashram-base em que Rajnath desenvolveu seus estudos e sua preparação como sadhu foi o de Nova Delhi, capital da Índia. Trata-se de um templo chamado Peer Gomtinath Mandir, construído no séc. XVI pelo grande yogi Gomtinath, figura lendária em Nova Delhi. Este tempo situa-se no bairro de New Mahavir Nagar, nos arredores da estação de metrô de Janaki Puri East.

No casamento de seguidores indianos

Durante os anos de sua preparação, Rajnath percorreu 16 dos 28 estados da Índia, sempre aprendendo com muitos yogis e sadhus.

Num Ashram em Chandigarh

Rajnath teve a grande oportunidade de ser aceito como discípulo direto de um dos 12 Reis dos Yogis (líderes desta tradição), Sua Santidade o 14º Shri Raja Peer Mangalnath Mahasiddha Bhartrihari Berag Panth Sira Math.

Com o Guru, um dos 12 Reis dos Yogis

Sua Santidade é o líder de um dos 12 ramos da tradição, criado no século V d.C. pelo mais famoso rei que virou monge depois de Buda, o Rei Bhartrihari, de quem Mangalnath é o 14º sucessor direto.

Ashram do Deserto de Thar

Neste período de seu treinamento, o Ashram-Base mudou-se para o Bhucharnath Mandir, nos limites do deserto de Thar, no quente estado do Rajastão, na cidade de Thawnla, logo após a feira de camelos entre o deserto e a cidade turística de Pushkar.

Ki Gompa no Vale de Spiti

Daí para diante Rajnath alternou períodos de retiro entre o Deserto de Thar, para aprender com seu guru, e o frio Vale de Spiti, no Alto Himalaia, perto da vila de Kibber, uma das mais altas do mundo a cerca de 40 km da fronteira com o Tibet.

Em Kibber, Rajnath era gentilmente recebido por amigos monges do lendário Ki Gompa, um dos mais antigos e tradicionais monastérios budistas do mundo, famoso por treinar monges nos conhecimentos esotéricos mais profundos.

Amizade com monges budistas

Então Rajnath recebeu de seu guru a Chira Diksha, a última e definitiva iniciação natha. Parte do ritual da Chira Diksha consiste em inserir brincos de argola no meio da cartilagem das orelhas. Na tradição natha, somente os que passaram por este ritual podem se tornar gurus e dar a iniciação espiritual.

Meditando na Kashemira

E assim foi a caminhada de Rajnath, com foco no aprendizado até que seu próprio Guru lhe desse autorização de ensino, o reconhecendo como um mestre.

Quem foi o Guru de Rajnath?

Na Índia, a tradição tântrica mais antiga ainda em atividade é mais conhecida como Natha Sampradaya. Também é comum chamá-la de Navnatha Sampradaya e de Siddha Sampradaya.

 

Esta tradição tem 12 subdivisões e cada uma é dirigida por um líder máximo, um Mahasiddha conhecido entre os sadhus como "Os 12 Sira Math", entre os cidadãos indianos como "Os 12 Reis dos Yogis" e entre os acadêmicos ocidentais como "Os 12 Papas Tântricos".

 

Sua Santidade o 14º Mahasiddha Shri Raja Peer Mangalnath Bhartrihari Berag Panth Sira Math é um dos 12 Reis Tântricos lideres máximos desta linhagem de antigos mestres e também é o mais idoso. Ele é o guru de Rajnath e foi dele que recebeu este nome, num ritual equivalente ao batismo no hinduísmo.

Yogi Rajnath Ji Maharaj